As principais notícias desta terça-feira 07 de maio

Por Jornalismo Rede Nova - 07/05/2019

Villas Bôas reage a Olavo e expõe tensão dos militares

Ex-comandante do Exército e atual assessor especial do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o general Eduardo Villas Bôas entrou em campo nesta segunda-feira, 7, para acalmar a tropa, incomodada com as críticas do escritor Olavo de Carvalho aos militares. O alvo mais recente é o ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, xingado por Olavo nas redes sociais. “Ele (Olavo) passou do ponto, agindo com total desrespeito aos militares e às Forças Armadas”, disse Villas Bôas ao Estado. “Às vezes, ele me dá a impressão de ser uma pessoa doente, que se arvora com mandato para querer tutelar o País.” Antes, nas redes sociais, o general chamou Olavo de “verdadeiro Trotski de direita”, sob o argumento de que ele age para “acentuar as divergências nacionais”.

Mourão: ataques de Olavo a militares são ‘sem nexo’

O vice-presidente Hamilton Mourão reagiu novamente aos ataques do escritor Olavo de Carvalho e seus seguidores contra a cúpula militar do governo de Jair Bolsonaro. No fim de semana, o guru bolsonarista criticou o ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz. Para Mourão, as críticas são “totalmente sem nexo” e ignorá-las “será melhor para todo mundo”. Por meio de seu Twitter, Carvalho acusou Santos Cruz de defender a regulação governamental das redes sociais. “Controlar a internet, Santos Cruz? Controlar a sua boca, seu m****”, tuitou Olavo no domingo, 5. Mourão deu as declarações ao chegar nesta tarde ao Palácio do Planalto.

Bolsonaro assina decreto para colecionadores de armas

O presidente Jair Bolsonaro comanda, a partir das 16h desta terça-feira (7) a cerimônia de assinatura do novo decreto que regulamenta a posse, o porte e a comercialização de armas e munições para caçadores, atiradores e colecionadores. O texto deve tratar da quantidade de munição e do transporte de arma municiada. ‘Vai poder transportar arma municiada. Quebrar o monopólio também’, disse o presidente no último domingo, sem dar mais detalhes sobre as novas regras.

Novo presidente da Apex demite diretora anti-ministro 

O novo presidente da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), Sergio Ricardo Segovia Barbosa, assumiu o cargo nesta 2ª feira (6.mai.2019) e já demitiu 2 diretores da empresa. Segovia destituiu do cargo o diretor de Gestão Corporativa, Marcio Coimbra, e a diretora de Negócios, Letícia Catelani. Segundo nota da Apex, a chegada do novo presidente implicará em mudanças na organização. Informa ainda que o nome dos substitutos será informado em breve. Letícia Catelani foi uma das insufladoras da campanha #ForaSantosCruz, que ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter neste domingo (5.mai.2019).

Apesar de pressões, governo quer manter Coaf com Moro

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), relator da Medida Provisória (MP) que definiu a reorganização de ministérios do governo Bolsonaro, vai manter em seu relatório o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sob a responsabilidade do Ministério da Justiça e Segurança Pública, comandado por Sergio Moro, apesar de “pressões” de parlamentares do Centrão. Líder do governo no Senado, Bezerra Coelho se reuniu com Moro na manhã desta segunda-feira 6 para tratar da MP, que caduca, isto é, perde sua validade, no início de junho. O senador aproveitou a ocasião para alertar o governo da necessidade de mobilização para “construir a maioria” na votação da matéria.

Comissão especial da Câmara analisa reforma da Previdência

Nesta terça-feira (7), começam os trabalhos da comissão especial aberta na Câmara para analisar a PEC da reforma da Previdência. Ao longo de um período de até quarenta sessões do plenário, 49 deputados titulares e 49 suplentes vão discutir a proposta apresentada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro. Agora, estará em discussão o mérito em si da proposta.

Bolsonaro nega divisão entre militares e ‘olavistas’

O presidente Jair Bolsonaro comentou ontem o embate entre o ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz, e o escritor Olavo de Carvalho. ‘Temos coisa muito mais importante para discutir no Brasil. Aqueles que porventura não tenham tato político estão pagando o preço junto à mídia. Não existe grupo de militares nem grupo de Olavos aqui, tudo é um time só’, declarou.

Colégios militares não terão cortes de recursos

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, ontem que o presidente Jair Bolsonaro não cortará recursos de colégios militares, apesar do contingenciamento no Ministério da Educação de 30% de instituições federais de ensino. As unidades militares estão vinculadas ao orçamento do Ministério da Defesa, por meio do Exército Brasileiro.

Dois diretores são exonerados do IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmou a exoneração dos diretores de Pesquisas e de Informática. As exonerações ocorrem em meio aos debates internos em torno do corte no orçamento do Censo Demográfico de 2020.

Temer vira réu por ‘tem que manter isso, viu?’

A Justiça Federal em Brasília pôs o ex-presidente Michel Temer no banco dos réus pela denúncia por embaraço à investigação – no episódio do encontro do emedebista com o empresário Joesley Batista, no Palácio do Jaburu. Também abriu ação penal contra o emedebista pelo crime de organização criminosa no caso conhecido como ‘Quadrilhão do MDB’. O emedebista é réu em outras cinco ações penais.

Justiça suspende compra de lagostas e vinhos pelo STF

A Justiça Federal do Distrito Federal suspendeu na segunda-feira o pregão do STF para a compra de alimentos de luxo, como medalhões de lagosta e vinhos premiados internacionalmente. A decisão liminar, isto é, provisória, atende a uma ação popular movida pela deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) contra a licitação do STF, que custaria, a princípio, R$ 1.134.893,32, e foi fechada por R$ 481.720,88.

RJ: operação na Maré deixa 8 mortos

Oito suspeitos foram mortos pela Polícia Civil fluminense durante operação no complexo de favelas da Maré, na zona norte do Rio, no fim da manhã de ontem. Três pessoas foram detidas. Os policiais procuravam o traficante Thomaz Jhayson Vieira Gomes, o 2N, que teria se escondido na Maré após fugir do complexo de favelas do Salgueiro, em São Gonçalo (Baixada Fluminense). Ele não foi encontrado. Moradores acusam a Polícia Civil de atirar a partir de helicópteros em direção a pessoas na rua e em horário de troca de turno nas escolas.

Marido de Caroline Bittencourt será indiciado por homicídio

A Polícia Civil de São Sebastião vai indiciar por homicídio culposo o empresário Jorge Sestini, marido da modelo Caroline Bittencourt, de 37 anos, que morreu afogada no dia 28 de abril, quando atravessava de lancha de Ilhabela para São Sebastião (SP). Sestini teria sido alertado sobre a previsão de tempestade no litoral, segundo depoimento de dono de marina à polícia.

Justiça de SP suspende leilão da Avianca

O leilão dos ativos da companhia aérea Avianca Brasil, que está em recuperação judicial, previsto para ocorrer nesta terça-feira foi suspenso via liminar da Justiça de São Paulo. O pedido de liminar foi feito pela Swissport Brasil, empresa de serviços aeroportuários que diz ser credora de R$ 17 milhões da Avianca Brasil.

FUTEBOL

JOGOS DE HOJE

Libertadores

19h15 – Zamora x Atlético-MG

21h30 – River Plate x Internacional

Copa do Brasil

21h30 – Vila Nova-GO x Juventude