As principais notícias desta sexta-feira 17 de maio

Por Jornalismo Rede Nova - 17/05/2019

Prazo de inscrição termina nesta sexta 

O prazo para fazer a inscrição no Enem 2019 termina nesta sexta-feira (17), às 23h59. A taxa de R$85 poderá ser paga até o dia 23 de maio e o interessado pode se inscrever pela internet. O Inep aplicará o exame em dois domingos consecutivos, 3 e 10 de novembro.

Presidente de órgão que cuida do Enem cai após 17 dias

O presidente do Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais (Inep), Elmer Vicenzi, foi demitido na tarde de quinta-feira (16). Ele estava no órgão desde 29 de abril. O órgão é responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio. Vicenzi estava em meio a uma disputa com integrantes da procuradoria, a área jurídica do órgão, e acabou demitido. O ex-presidente defendia a divulgação dos dados produzidos pelo Inep, como avaliações e indicadores educacionais. A procuradoria é a favor de uma política de sigilo dos dados, que envolvem informações de alunos e escolas.

Professora que mentiu foi condenada por não prestar contas

A professora de ensino técnico Joana D’Arc Félix de Sousa, que fraudou o currículo ao incluir um pós-doutorado em Harvard, foi condenada pela Justiça em 2014 a devolver R$ 369,2 mil para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) por uma pesquisa que ela não comprovou ter feito. Procurada, Joana afirmou ter documentos que comprovam a prestação de contas e que não foi notificada sobre o processo judicial, apesar de a sentença ter sido emitida há cinco anos.

Bolsonaro muda versão sobre Moro no STF

O presidente Jair Bolsonaro mudou ontem sua versão sobre a possível indicação do ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro ao Supremo Tribunal Federal. ‘Quem me acompanhou ao longo de quatro anos pelos Brasil, eu sempre falava o quê? Precisamos de alguém no Supremo com o perfil de Sérgio Moro. Isso que foi falado. E, agora, por exemplo, perguntaram para mim: Se tivesse que indicar hoje alguém para o Supremo? Eu indicaria o Moro. Não teve nenhum acordo, nada’, afirmou o presidente.

Maia deve sancionar anistia de R$ 70 milhões a partidos

O presidente em exercício, Rodrigo Maia, deve sancionar o projeto de lei que anistia multas aplicadas a partidos políticos aprovado pelo Congresso em abril. O texto – previsto para ser publicado até amanhã no Diário Oficial da União – pode sofrer alguns vetos. Esta deve ser a primeira vez desde 1995 que um presidente autoriza a anistia a multas das siglas. A estimativa é de que anistia pode chegar a R$ 70 milhões, valor dos débitos dos diretórios municipais de quase todas as legendas com o Fisco.

Bolsonaro é homenageado nos EUA e critica a imprensa

Em sua segunda visita aos Estados Unidos em cinco meses, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que os americanos eram vistos como ‘inimigos’ do Brasil por governos anteriores. Além disso, o presidente também criticou a imprensa brasileira e políticos como Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, e seu antecessor, Hugo Chávez. Dessa vez, Bolsonaro visitou a cidade de Dallas, no Estado do Texas. Ele foi homenageado em um almoço e recebeu o prêmio ‘Personalidade do Ano’ da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Zé Dirceu se entregará à Justiça

O ex-ministro José Dirceu (PT) vai se entregar à Justiça, afirma seu advogado, Roberto Podval. Na quinta-feira (16) o Tribunal Regional Federal da 4ª Região rejeitou o derradeiro recurso do petista, no âmbito de processo em que foi sentenciado a 8 anos e 10 meses de prisão, e determinou ‘a imediata expedição de ofício ao MM. Juiz Federal para que inicie a execução provisória da pena’. Com a decisão, o petista pode voltar à cadeia da Lava Jato.

Queiroz fez saques de R$ 661 mil em 18 meses

Relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) enviados ao Ministério Público do Rio apontam que Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), sacou R$ 661 mil em dinheiro durante um período de 18 meses, entre janeiro de 2016 e junho de 2018. As movimentações consideradas atípicas foram anexadas pelos promotores ao pedido de quebra de sigilo bancário e fiscal de Flávio, do ex-assessor e de outras 93 pessoas e empresas no âmbito do inquérito que investiga o hoje senador por peculato e lavagem de dinheiro.

MG: Vale diz que estrutura de mina pode se romper

A Vale informou ao Ministério Público que detectou movimentação na mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), e que há a possibilidade de ruptura nos próximos dias. De acordo com dados dos radares instalados no local, existe a possibilidade de deslizamento de uma parte dessa mina. A Vale informou que detectou movimento na estrutura nesta segunda-feira e que, se a velocidade da movimentação permanecer, a ruptura do talude poderá ocorrer no período de 19 a 25 de maio.

Trump anuncia reforma radical para migração

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresentou na quinta-feira seu plano de reforma migratória, que aumenta de maneira significativa a cota para trabalhadores qualificados e propõe mudanças no que considera abusos do modelo atual. Trump disse ser a favor da entrada de imigrantes no país, mas insistiu que devem vir por méritos e habilidades. O novo sistema vai exigir que os solicitantes saibam inglês e informações básicas sobre a história e a sociedade americana.

May promete renunciar após 4ª votação de acordo pelo Brexit

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, decidiu renunciar depois de submeter a votação, pela quarta vez, seu acordo para o Brexit. O plenário votará na primeira semana de junho. A data precisa de sua saída ainda não foi anunciada. De acordo com Graham Brady, chefe do comitê 1922 do Partido Conservador e responsável por organizar a escolha do novo premiê, May está focada em aprovar seu plano de saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

FUTEBOL

Tite anuncia hoje a convocação do Brasil para Copa América

O treinador Tite anuncia nesta sexta-feira (17), às 11h, os 23 23 convocados da seleção brasileira para a disputa da Copa América. Para ajudar a entender as interrogações que circularam (e ainda rondam) a cabeça de Tite, veja seis questões para a convocação, do caso de indisciplina de Neymar às situações bem específicas de jogadores como Thiago Silva e Fernandinho.