As principais notícias desta quarta-feira 20 de fevereiro

Por Jornalismo Rede Nova - 20/02/2019

Os áudios que desmentem o presidente

Nos bastidores da crise que resultou na demissão de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência da República, houve uma intensa troca de mensagens escritas e de áudio, todas via WhatsApp, entre o presidente Jair Bolsonaro e o agora ex-ministro. Nelas, os dois trocam farpas, acusações e se desentendem sobre quase tudo. Desde o início da conversa, o estado de ânimo de cada um é diferente: Bolsonaro mostra-se irritado e impaciente, enquanto Bebianno tenta pacificar as coisas. Veja teve acesso aos áudios e publicou em sua página na internet.

Moro separa criminalização de caixa 2 de resto de pacote anticrime

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse nesta 3ª feira (19.nov.2019), que a criminalização do caixa 2 será enviada de modo separado do resto do pacote anticrime que vai ser entregue a Câmara dos Deputados. “Houve uma reclamação por parte de alguns agentes políticos que o caixa 2 é 1 crime grave, mas não tem a mesma gravidade que corrupção, que é crime organizado e crime violento. Acabamos optando por colocar a criminalização do caixa 2 em 1 projeto à parte, mas tudo está sendo encaminhado no mesmo momento”, disse o ministro a jornalistas após cerimônia de assinatura pelo presidente Jair Bolsonaro do pacote no Palácio do Planalto.

Mourão: governo ainda precisa buscar entre 60 e 70 votos para Previdência

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que a base de apoio do governo à reforma da Previdência possui atualmente 250 parlamentares. O texto será encaminhado ao Congresso nesta quarta-feira, 20. “A gente sabe que a oposição tem em torno de 150 votos. Então sobram 363 para serem garimpados. Acredito que temos 250. Então entre 60, 70 votos terão que ser buscados”, avaliou o vice.

Carlos Bolsonaro mantém aliados no Planalto

Pivô da crise que derrubou do governo o ministro Gustavo Bebianno, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) comanda um grupo que atua nas redes sociais da Presidência da República. São pelo menos quatro aliados com acesso às contas pessoais do presidente Jair Bolsonaro, pai do parlamentar. Seriam da cota de Carlos no Planalto, segundo ministros ouvidos pelo Estado, Tercio Arnaud Tomaz e José Matheus Sales Gomes, ambos ex-assessores do filho do presidente na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Sem contar o primo Leonardo Rodrigues de Jesus, conhecido como Léo Índio. O Estado mostrou que, mesmo sem cargo no Planalto, Léo já foi 58 vezes ao prédio, mais do que o próprio presidente da República.

Lava Jato: Paulo Preto, suspeito de ser operador do PSDB, é preso

A 60ª fase da Operação Lava Jato prendeu, na manhã desta terça-feira 19, o engenheiro Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-diretor da Departamento Rodoviário S.A. (Dersa), estatal de engenharia do governo de São Paulo, durante as gestões do PSDB. Batizada de “Ad Infinitum”, a operação da Polícia Federal cumpre doze mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Souza e ao ex-ministro das Relações Exteriores e ex-senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), hoje presidente da estatal Investe SP, na gestão do governador João Doria (PSDB).

Aloysio Nunes recebeu cartão de conta de Paulo Preto, diz Lava Jato

No entendimento do Ministério Público Federal (MPF), os documentos que embasam a operação Ad Infinitum, sexagésima fase da Operação Lava Jato, corroboram as delações que apontam o engenheiro Paulo Vieira de Souza, ex-presidente da estatal paulista Dersa conhecido como Paulo Preto, como “operador financeiro em favor de agentes ligados ao PSDB”. Em especial, o ex-ministro das Relações Exteriores e ex-senador Aloysio Nunes Ferreira(PSDB-SP), atual presidente da Investe SP, agência que integra a gestão do atual governador João Doria (PSDB). Um extrato anexado ao processo mostra que, em dezembro de 2007, foi emitido um cartão de crédito em nome de Aloysio ligado à conta Groupe Nantes, de propriedade de Souza.

Presidente da CNI é preso em operação sobre fraude envolvendo Sistema S

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, foi preso na manha desta terça-feira (19), na Operação Fantoche, deflagrada pela Polícia Federal. A ordem de prisão temporária foi expedida pela Justiça Federal de Pernambuco. A informação da prisão de Andrade foi confirmada pela assessoria de imprensa da CNI. Ele é investigado por fraudes envolvendo desvio de recursos do Sistema S no estado. Em nota, a CNI afirmou que ele está na Polícia Federal em Brasília, “prestando esclarecimentos sobre a operação deflagrada na manhã desta terça-feira”. Segundo companhia, eles ainda não tiveram acesso à investigação. “A CNI não teve acesso à investigação e acredita que tudo será devidamente esclarecido. Como sempre fez, a entidade está à disposição para oferecer todas as informações que forem solicitadas pelas autoridades”, diz.

Polícia Civil prende pai por suspeita de estuprar de filha em Itajaí

A Polícia Civil prendeu na segunda-feira (18) um homem de 39 anos suspeito de estuprar a filha de 14 anos em Itajaí, no Vale. A adolescente foi encaminhada para um abrigo. O pai foi levado para o Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí. De acordo com o delegado Alexandre Carvalho de Oliveira, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami) de Itajaí, a suspeita é que a vítima sofria abusos sexuais desde a infância, mas agora teve o estupro consumado.

Nuvem ‘shelf cloud’ volta a aparecer no Litoral de SC

Uma nuvem chamada “shelf cloud”, ou nuvem prateleira, foi vista por moradores do Litoral Norte de Santa Catarina na tarde desta terça-feira (19). Banhistas e moradores de Piçarras e Penha registraram o fenômeno. De acordo com os especialistas este tipo de nuvem se move de forma rápida e normalmente produz ventos fortes e danosos. A formação vem da costa em direção ao mar. Houve registro de uma chuva de 20 a 30 minutos com granizo na região. Ainda nesta tarde, a nuvem se moveu em direção ao mar.

Caso Daniel: mãe do jogador presta depoimento à Justiça, em segundo dia de audiências

A mãe do jogador Daniel Correia Freitas, Eliana Corrêa, presta depoimento à Justiça na tarde desta terça-feira (19), no segundo dia de audiências de instrução do processo sobre a morte do atleta. É a primeira vez que a mãe de Daniel é colocada diante dos sete réus do processo. Além dela, outras oito pessoas devem ser ouvidas pela juíza Luciani Martins de Paula, da 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Quatro delas são parentes de Daniel.

Ataque com faca deixa feridos na França; autor do crime morreu

Um homem feriu com uma faca ao menos quatro pessoas em Marselha, no sul da França, nesta terça-feira (19). O autor do crime morreu baleado ao trocar tiros com a polícia, informou a imprensa francesa. Entre os feridos, segundo o jornal francês “Le Figaro”, há uma pessoa em estado grave. Outra pessoa se feriu durante o tiroteio, atingida por estilhaços de bala. De acordo com a agência Franceinfo, o homem tentou fugir quando os policiais chegaram ao local do ataque – uma das principais ruas do centro de Marselha, a segunda maior cidade da França. Na fuga, ele largou a faca pelo caminho e sacou uma arma de fogo.

Futebol

Paralisação por um dia: jogadores do Fluminense não treinam em protesto por salários atrasados

A terça-feira, (19/02), entrará para a história do Fluminense como o dia em que os jogadores fizeram uma paralisação por conta de salários atrasados. Após o grupo se recusar a ir a campo, Paulo Angioni, diretor executivo de futebol, se pronunciou em entrevista coletiva. O dirigente confirmou o protesto e as pendências financeiras. A atividade desta manhã seria a primeira após a perda do título da Taça Guanabara para o Vasco – a segunda-feira foi de folga. Os atletas, então, trabalharam apenas na academia.

Com 60 pagantes, Mané Garrincha recebe o menor público desde a reforma para a Copa do Mundo

Após trocar o gramado às pressas para o jogo entre Fluminense x Vasco, pelo Campeonato Carioca, o Mané Garrincha voltou a chamar a atenção. Mas dessa vez o foco foi fora de campo. Na vitória do Real por 4 a 1 sobre o Santa Maria, pela quinta rodada do Campeonato Brasiliense, a arena recebeu apenas 60 torcedores – renda bruta de R$ 510. Esse foi o menor público desde 2013, ano da reinauguração do estádio para receber a abertura da Copa das Confederações e sete jogos da Copa do Mundo de 2014.