Fique bem informado: Principais notícias desta terça-feira

Por Jornalismo Rede Nova - 13/03/2018

Barroso quebra sigilo de amigos de Temer

O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, autorizou a quebra do sigilo telefônico do ex-assessor e amigo de Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures (PMDB), e do coronel João Baptista Lima, também amigo pessoal do presidente. A decisão foi feita dentro do no chamado inquérito dos portos.

Temer é aconselhado a não divulgar extratos bancários

O presidente Michel Temer está sendo a aconselhado a não divulgar os extratos bancários como o prometido, no calor da irritação contra o gesto do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso. O ministro decidiu quebrar o sigilo bancário do presidente sem que houvesse pedido da Procuradoria Geral da República, fazendo Temer sentir a violação do seu direito individual, princípio sagrado da Constituição. No Palácio do Planalto há uma discussão sobre isso embora a versão oficial diga que não houve qualquer mudança no posicionamento e que, tão logo os bancos onde ele tem conta lhe encaminhem os dados eles serão entregues. Mas a sensação de muitos é de que há uma arrependimento nesta iniciativa considerada apressada para dar uma resposta à atitude do ministro.

Ex-ministro Guido Mantega vira réu na Zelotes

Um juiz do Distrito Federal aceitou a denúncia contra o ex-ministro Guido Mantega por advocacia administrativa na operação Zelotes. Com isso, ele passa a responder pela suspeita de ter atuado para beneficiar uma empresa de seu colega em julgamentos do Carf, o tribunal da Receita, no período em que era titular do ministério.

‘Não vamos aceitar mansamente a prisão de Lula’, diz Gleisi

A cúpula do PT já admite que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ser preso antes da Páscoa, em 1.º de abril, e por isso decidiu intensificar a campanha para cobrar a reação dos militantes nas ruas. A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse que o partido irá com Lula “até as últimas consequências” e não aceitará de braços cruzados a prisão.

Fachin: prisão após 2ª instância não deve ser revista

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que entende que o tema da prisão após condenação em segunda instância não deve ser revisto. “O entendimento que tenho sobre essa matéria é um entendimento que deriva de uma convicção em mim consolidada”, afirmou na noite desta segunda-feira, 12, a jornalistas após conceder uma aula magna do Centro Universitario Iesb, em Brasília.

Tríplex atribuído a Lula vai a leilão em 15 de maio

O tríplex no Guarujá que levou à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai a leilão em 15 de maio, às 14h. O imóvel número 164-A do Condomínio Solaris foi avaliado pela Justiça em 2,2 milhões de reais. Caso não seja arrematado na primeira tentativa, um segundo leilão será realizado em 22 de maio. Segundo a denúncia do Ministério Público, o imóvel foi dado a Lula pela OAS e reformado pela empreiteira em uma contrapartida por favorecimentos à empresa. Moro condenou o petista no caso a 9 anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Ao confirmar a decisão, Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) elevou a pena para 12 anos e um mês de prisão.

Grávida é baleada e morre no Rio de Janeiro

Uma gestante foi baleada e morreu em Padre Miguel, na zona oeste do Rio, na manhã de segunda-feira. Dandara Damasceno, de 21 anos, foi atingida por um tiro na face e encaminhada ao hospital, mas não resistiu. Uma cesariana de emergência foi realizada para a retirada do bebê, que estava com 25 semanas de gestação. O recém-nascido está em estado grave.

Correios: Justiça manda funcionários pagarem plano de saúde

O Tribunal Superior do Trabalho decidiu que os funcionários dos Correios deverão pagar uma mensalidade pelo plano de saúde. Hoje, não há mensalidade, mas os trabalhadores pagam uma taxa de coparticipação por consultas e exames. Representantes dos funcionários se reúnem para avaliar o julgamento do TST e a continuidade ou não da greve iniciada ontem pelo País.

Parlamentares votam projetos sobre segurança

O Senado pode votar hoje projeto de lei que endurece a pena em casos de feminicídio em que o crime é praticado após descumprimento de medida protetiva de urgência prevista na Lei Maria da Penha. Na Câmara, pode ser votado o projeto que cria o Sistema Único de Segurança Pública, com o objetivo de promover integração entre órgãos de segurança.

Doria disputará prévias para ser candidato ao governo

O prefeito de São Paulo, João Doria, confirmou o que há muito já se especulava: é pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB na eleição deste ano. Em evento para formalizar sua inscrição nas prévias, que ocorrerão no próximo domingo, o tucano se esforçou para apresentar sua postulação como um desejo do partido, e não dele.

Queda de avião deixa dezenas de mortos no Nepal

Antes da queda do avião no Nepal, que matou pelo menos a maior parte dos 71 ocupantes da aeronave, a tripulação e os passageiros viveram momentos tensos de turbulências e de um forte “estalo”. Quem conta é um dos sobreviventes do acidente ocorrido no aeroporto de Katmandu na segunda-feira.

Morre aos 96 anos o ‘contador de Auschwitz’

Oskar Gröning, ex-membro da Waffen-SS (tropa de elite nazista) e conhecido como “contador de Auschwitz”, morreu aos 96 anos, informou na segunda-feira (12) a imprensa alemã. Gröning foi condenado em 2015 a quatro anos de prisão, por cumplicidade no massacre de 300 mil pessoas no campo de extermínio entre 1942 e 1943.

Cinco primeiros anos de papa Francisco

Logo após o “habemus papam“, naquela noite de 13 de março de 2013 em Roma, o sorridente cardeal Jorge Bergoglio apresentou-se para uma Praça São Pedro lotada. Havia se tornado, então, papa Francisco, o 266º sumo pontífice da Igreja Católica. “Parece que meus colegas foram buscar um papa no fim do mundo”, disse ele, em referência à sua Argentina natal. Bom humor à parte, Bergoglio assumia uma Igreja em crise – em meio a diversos escândalos de pedofilia do clero, com divisões internas e perdendo fiéis e popularidade em todos os cantos do mundo – e após uma histórica renúncia, já que Bento 16 foi o primeiro pontífice a abdicar do trono de Pedro em quase 600 anos.