As principais notícias desta sexta-feira 01 de fevereiro

Por Jornalismo Rede Nova - 01/02/2019

Brumadinho tem 110 mortos e 238 desaparecidos

 A Defesa Civil de Minas Gerais informou no fim da tarde de quinta-feira (31) que subiu de 99 para 110 o número de mortos no rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, da Vale, em Brumadinho (MG). Os desaparecidos no desastre agora são 238. Já foram identificados 71 corpos. As buscam continuam nesta sexta-feira (1º), dia em que a tragédia completa uma semana.

Vale explica o motivo de sirenes não terem tocado

A Vale informou que as sirenes de alerta da mina Córrego do Fundão, em Brumadinho (MG), não puderam ser acionadas após o rompimento da barragem principal, na sexta-feira, “devido à velocidade com que ocorreu o evento”. Presidente da Vale diz que sirene de alerta não tocou em Brumadinho porque foi ‘engolfada’ pela lama

Influente, Vale doou R$ 82 milhões nas últimas eleições

A Vale e suas mineradoras e empresas subsidiárias espalharam influência em 25 Estados e no Congresso Nacional ao distribuir, por meio de doações oficiais e legalizadas, recursos que somaram R$ 82,2 milhões a deputados, senadores, governadores e aos três candidatos mais votados à presidência, segundo levantamento do Estadão Dados. No total, 139 parlamentares estaduais e 101 federais, além de sete governadores e dez senadores, foram eleitos em 2014 – para a legislatura que se encerra agora – com alguma participação dessas mineradoras em suas campanhas.

Bombeiros voluntários e militares de SC começam resgate em Brumadinho

Os bombeiros voluntários e militares de Santa Catarina começaram nesta quarta-feira a auxiliar no trabalho de resgate às vítimas de Brumadinho, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte (MG). Os grupos atuam em frente distintas, porém fundamentais para o sucesso da operação, como apontou o tenente do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Pedro Aihara. Em entrevista coletiva pela manhã, ele destacou que os militares estão atuando na “zona quente”, diretamente na localização e resgate de corpos. Nesta quinta-feira, um dos cães de Santa Catarina que compõe a equipe localizou uma vítima já sem vida. Em vídeo, o subtenente Valério Pereira, de Blumenau, explicou como se dá a atuação do grupo.

Governo vai dividido para a eleição no Congresso

As eleições que vão definir nesta sexta-feira os novos presidentes da Câmara e do Senado revelam mais um capítulo das divergências entre a equipe econômica e a Casa Civil do governo de Jair Bolsonaro. A equipe econômica vê no desfecho do confronto no Senado a oportunidade de isolar o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e abrir um canal direto de negociação com líderes do Congresso, contornando problemas que ainda existem em torno de pontos polêmicos da proposta de reforma da Previdência. As votações na Câmara e no Senado acontecem no fim da tarde, às 18h. Durante o dia, tomam posse os 513 deputados e 54 senadores eleitos no ano passado. O STF também retoma as atividades hoje.

Mesa da Câmara: o que está em jogo na eleição

Nesta 6ª feira (1º.fev.2019), a Câmara dos Deputados elegerá sua futura Mesa Diretora que comandará os trabalhos da Casa pelos próximos 2 anos. A presidência representa a maior fonte de poder, mas não é o único cargo disputado pelos deputados. Cada 1 tem uma atribuição importante e cobiçada. A Mesa é composta por 7 cargos: presidência, 1ª vice-presidência, 2ª vice-presidência e 4 secretarias, além de 4 suplências.

MDB elege Renan Calheiros para disputar presidência do Senado

Por sete votos a cinco, a bancada do MDB resolveu indicar nesta quinta-feira, 31, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), em vez da senadora Simone Tebet (MDB-MS), para disputar a presidência do Senado pelo partido nesta sexta-feira, quando acontecerá a eleição na Casa. Com o resultado, Renan pode ser eleito presidente do Senado pela quinta vez. Ele é considerado um nome hostil ao governo Jair Bolsonaro, apesar de ter feito sinalizações de aproximação nos últimos dias.

Bolsonaro tem boa evolução e caminha fora do quarto

Boletim médico divulgado pelo hospital Albert Einstein, de São Paulo, na tarde de quinta-feira informa que o presidente Jair Bolsonaro mantém boa evolução clínica, sem febre ou outros sinais de infecção. Segundo o documento, Bolsonaro tem feito “exercícios respiratórios, de fortalecimento muscular e 1 período de caminhada fora do quarto” para prevenir trombose venosa.

Ministra rebate acusação de sequestro infantil

O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, comandado por Damares Alves, soltou uma nota ontem na qual rebate a revista ‘Época’ e afirma que “Lulu não foi arrancada dos braços dos familiares”. O fato é que a menina foi levada por Damares há 15 anos para consertar a arcada dentária e não voltou para a tribo. De acordo com o ministério, com o aval dos familiares.

Presidente do STJ manda soltar Beto Richa

O presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), ministro João Otávio de Noronha, determinou ontem a liberação imediata do ex-governador do Paraná Beto Richa, preso desde 25 de janeiro. A decisão é liminar (provisória). Richa é investigado em suas operações, uma sobre recebimento de propina e outra sobre um esquema que beneficiaria empresas concessionárias de rodovias no Paraná.

Guaidó denuncia intimidação e lança plano para a Venezuela

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, apresentou na quinta-feira o “Plano País”, uma série de medidas para lutar contra a crise econômica e política que atinge os venezuelanos. O opositor também disse que sua família está sendo intimidada e que se sente ameaçado.

Guaidó admite manter conversas ‘clandestinas’ com militares

O autoproclamado presidente interino da Venezuela e líder da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, afirmou em artigo no jornal americano The New York Times que manteve reuniões secretas com militares para discutir o fim do apoio das Forças Armadas ao governo de Nicolás Maduro. No texto publicado nesta quarta-feira 30, Guaidó diz ainda que o apoio do Exército venezuelano é “crucial” para seus esforços de derrubar o regime de Maduro. “A transição exigirá o apoio de contingentes militares importantes. Tivemos reuniões clandestinas com membros das Forças Armadas e das forças de segurança”, escreveu. “Oferecemos anistia a todos aqueles que não forem considerados culpados por crimes contra a humanidade”.

FUTEBOL

Fluminense anuncia contratação de Ganso

O meia Paulo Henrique Ganso é jogador do Fluminense. O clube acertou a contratação do atleta de 29 anos, que assina por cinco anos, após rescindir o vínculo com o Sevilha, da Espanha. O atleta estava no futebol francês, emprestado ao Amiens desde agosto do ano passado. O desejo do atleta de vestir a camisa Tricolor foi fundamental para que os clubes chegassem a uma composição para o negócio, que foi fechado sem custos para o Fluminense.