A Polícia Militar de Rio Negro faz um alerta à população sobre uma modalidade criminosa

Por Jornalismo Rede Nova - 17/07/2019

A Polícia Militar de Rio Negro faz um alerta à população sobre uma modalidade criminosa recentemente registrada na região.

Inovando em sua marginalidade, estelionatários têm enganado proprietários (vendedores) e compradores de veículos, passando-se por “intermediários” durante a negociação.

Entenda como funciona a fraude

Para consumar o crime, golpistas clonam anúncios de venda particulares publicados na internet (sites de comércio eletrônico e redes sociais). No falso anúncio, o mesmo veículo é oferecido pelo golpista por um valor abaixo do anunciado na publicação original, porém com os dados de contato do próprio infrator.
Quando potenciais compradores, atraídos pelo preço abaixo da tabela, entram em contato com o golpista, começa um verdadeiro “teatro criminoso”.

Ao interessado na compra, o infrator se identifica como proprietário do automóvel. Para o verdadeiro proprietário, o falsário se passa por comprador. Toda essa intermediação ocorre por aplicativos de mensagens, com a troca de informações confidenciais, fotos do veículo e de seus documentos, dados pessoais dos envolvidos etc. Um erro que expõe todos ao risco!

No processo fraudulento, proprietário e comprador chegam a estar frente a frente, sem a presença do estelionatário, para que o veículo seja visto pelo interessado. Entretanto, orientados e induzidos pelo golpista, não negociam valores pessoalmente, nem comentam sobre a existência do “intermediário”, o que, se ocorresse, revelaria a fraude.

Mantendo contato com as vítimas apenas por aplicativos de mensagens, é comum o estelionatário alegar parentesco com uma ou outra parte envolvida, o que acaba alimentando erroneamente a credibilidade da venda. Para ludibriar compradores e vendedores, outras histórias semelhantes, bem elaboradas e igualmente fraudulentas podem ser criadas.

Quando o estelionatário convence o comprador a transferir o dinheiro para a conta de um terceiro, um “laranja”, está concretizada a perda, já que a vítima nunca receberá o veículo negociado.

É preciso ficar atento! Jamais compre ou venda qualquer bem através de intermediários. Certifique-se de negociar apenas com o proprietário, e nunca transfira ou deposite valores na conta de terceiros. Suspeite de valores muito abaixo do praticado no mercado.

Recomendamos que a aquisição ou venda de veículos seja feita em rede concessionária, estabelecimentos de revenda, ou, caso diretamente de particular a particular, que se concretize com a presença do proprietário ou pessoa com procuração registrada desse, e que se efetue em cartório, com o devido registro de comunicação de venda.

Outras dicas importantes: não compartilhe informações pessoais, documentos ou dados bancários com estranhos e, especialmente, acione a Polícia Militar sempre que suspeitar que algo está errado!

Fonte: Polícia Militar de Rio Negro – PR