A Polícia Civil através da Divisão de Investigações Criminais de Mafra, realizou importante prisão na cidade de São Paulo/SP

Por Jornalismo Rede Nova - 03/11/2018

A Polícia Civil de SC, através da Divisão de Investigações Criminais de Mafra, realizou importante prisão na cidade de São Paulo/SP, referente ao suspeito Ricardo Aguiar Santana, 30 anos, acusado de participação no episódio de arrombamento e explosão de caixas eletrônicos, ocorrido no mês de novembro do ano de 2013, na Comarca de Itaiópolis/SC.

Na ocasião, os criminosos, após explodirem caixas eletrônicos e tornarem vigilantes reféns, ainda trocaram tiros com uma guarnição da Polícia Militar de Itaiópolis, sendo um policial gravemente ferido por disparo de fuzil.

Foto: Polícia Civil de SC - Colete do Policial atingido
Foto: Polícia Civil de SC – Colete do Policial atingido

Segundo o Delegado Regional de Mafra Rafaello Ross: “durante todo o trâmite das investigações policiais uma das expectativas de se alcançar um alicerce probatório concreto residiu na prova pericial, notadamente na coleta de sangue humano efetuada no local dos acontecimentos (em decorrência da troca de tiros entre Policiais Militares e criminosos) e posterior comparação com eventuais suspeitos ou ainda com perfis genéticos criminais inseridos no Banco Estadual de Perfis Genéticos de Santa Catarina e no Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG).”

Após a realização dos procedimentos necessários e de um trabalho de excelência do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina, foi possível estabelecer, por meio do BNPG, verossimilhança coincidentes entre os perfis genéticos obtidos a partir da coleta de sangue humano realizada em Itaiópolis/SC, com a coleta de um fio de cabelo de uma touca deixada em um veículo suspeito de ter sido utilizado para o crime de roubo com explosivos, no ano de 2014, em uma agência bancária da Caixa Econômica Federal, na Comarca de Piên/PR.

Através de metodologias utilizadas para extração e amplificação de DNA e após análise de perfis genéticos, foi possível estabelecer que o mesmo individuo teria participado das ações criminosas em Itaiópolis/SC e Piên/PR.

Foto: Polícia Civil de SC - Perícia
Foto: Polícia Civil de SC – Perícia

Já no ano de 2017, após a prisão de 08 suspeitos de ataque a carros fortes ocorridos no Estado de São Paulo, efetuada pelo DEIC da Polícia Civil Paulista,e por ordem da Justiça, todos os presos tiveram que fornecer material genético e o DNA demonstrou que o suspeito Ricardo Aguiar Santana foi um dos criminosos  que esteve envolvido no roubo ao Banco em Itaiópolis e no roubo a CEF em Piên/PR.

“Trata-se de uma prova inquestionável, que coloca o suspeito na cena do crime, porém somente é possível chegar a este tipo resultado se for observado o correto procedimento para preservação de local de crime aliado a um trabalho pericial eficiente, como ocorreu neste caso”, finaliza o Delegado.

Fonte/Fotos: Polícia Civil de SC