Incêndio em centro de treinamento do Flamengo deixa 10 mortos

Por Jornalismo Rede Nova - 08/02/2019

Dez pessoas morreram e outras três ficaram feridas em um incêndio no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, na madrugada desta sexta-feira, 8.

Segundo o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Douglas Henaut, entre as vítimas estão jogadores da base de clube, que dormiam no local. Também segundo o porta-voz, “em princípio”, todas as vítimas foram localizadas.

“A gente tem o local, que é o alojamento, onde os jogadores da base do Flamengo dormiam. A identificação das vítimas é feita posteriormente pela Polícia Civil. Pelo horário, todos estavam dormindo e isso pode ter contribuído com a tragédia. Sabemos que são jovens da base”, disse Henaut.

Foto: GloboNews

As chamas começaram no alojamento destinado aos atletas das equipes de base. Jogadores que sobreviveram relataram que, minutos antes de o fogo começar, houve uma explosão em um aparelho de ar-condicionado. Também segundo esses relatos, o fogo se alastrou muito rapidamente. Os Bombeiros foram chamados às 5h17 e no início da manhã o fogo já estava controlado.

Os três feridos são Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos; Francisco Diogo Bento Alves, 14; e Jonathan Cruz Ventura, 16. Segundo a secretaria municipal de saúde, o quadro de saúde de Cauan e Francisco “inspira cuidados” e os dos foram transferidos para unidades da rede privada.

Já a situação de Jonathan é considerada “gravíssima” e ele foi transferido para o Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II para ser submetido a um cirurgia. Ele teve 30% do corpo queimado.

Em entrevista coletiva, Henaut informou que os três feridos no incêndio no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, foram resgatados do lado de fora do alojamento atingido pelas chamas. Dentro do local, não foram localizados sobreviventes. “Por mais que se tentou fazer a busca de alguém vivo, não foi possível encontrar”, afirmou Henaut. As vítimas resgatadas saíram conscientes e com vida para o hospital. Até o momento, dez mortes foram confirmadas.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, afirmou que esta é a “maior tragédia pela qual o clube já passou em 123 anos de história”. “Estamos todos consternados. O mais importante é se dedicar a tentar minimizar o sofrimento e a dor dessas famílias”, disse o presidente do clube.

Os jogadores da base têm até 20 anos e é comum que eles fiquem alojados nas instalações dos clubes de futebol. O Ninho do Urubu também é utilizado pela equipe principal do clube. Um treino estava programado para as 9h30 desta sexta-feira, mas foi cancelado.